A importância da segurança privada

Em 2004, a gerência de segurança do Metrô de SP, se deparou com os seguintes dados estatísticos: cerca de 800 furtos de carteiras e aparelhos celulares eram registrados por mês, por usuários da rede metroviária. As pessoas que dormem nos vagões ou que estão totalmente distraídas são os alvos prediletos dos punguistas, que não usam violência, somente habilidade.

Mas como diminuir esses números alarmantes? Essa era a grande dúvida dos especialistas em segurança. Muitas propostas vieram à baila, senão vejamos:

Contratação de mais vigilantes para realizar o patrulhamento ostensivo
Instalação de mais câmeras (circuito de CFTV) para monitoramento das imagens
Detector de metais
Procedimento de revistas em usuários
O leitor optaria por qual dessas opções?

Não podemos esquecer que milhões de pessoas circulam diariamente pela rede metroviária e, portanto todas essas soluções, não trariam os resultados desejados. Muito pelo contrario, os gastos com a instalação de equipamentos de segurança e a contratação de pessoal, seria um gasto tremendamente desnecessário e inviável.

A palavra mágica encontrada não poderia ser outra: Prevenção. Os técnicos do metrô criaram uma série de medidas de cunho preventivo para conscientizar os usuários do problema. Uma verdadeira campanha de conscientização foi instalada, com medidas simples e baratas:

Elaboração de folder mostrando ao usuário o modus operandi dos punguistas e a maneira segura de carregar a carteira, bolsa e celular.
Os vigilantes que já trabalhavam, passaram por uma reciclagem visando detectar vitimas em potencial. Com isso, os agentes de segurança, ao detectarem um usuário “dando sopa ao azar”, passaram a orientá-lo sobre os métodos de prevenção.
Colocação de Banners em pontos estratégicos, chamando a atenção dos usuários para a campanha de prevenção a furtos no metrô.
O sistema de auto falantes passou a anunciar mensagem preventiva, dando dicas de segurança aos usuários.
Se você não protege o que tem, então você não tem nadaResultado: após 90 dias da campanha preventiva, ocorreu uma redução de quase 60 % dos registros de furtos na rede metroviária. Na verdade, a referida campanha foi um sucesso, pois alem de prevenir o usuário, desestimulou a ação dos punguistas.

No Comments Yet.

Leave a comment